Pesquisar este blog

domingo, 1 de maio de 2016

Ad venture - poema de Tarso Correa

Ad venture

Escolhi a vida,
A vida me escolheu;
No amniótico me banhei,
Na luz me fecundei;
Na ânsia pelo ar,
A minha alma suguei,
Vestindo meu corpo,
Um tanto torto,
Iluminei.

A MORTE DO POETA

A MORTE DO POETA - poema de Tarso Correa A morte para o poeta não é física, E sim de sentimentos; Que se apresenta tísica, Esquelética ...