Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Caminhar Vesgo

Poema de Tarso Correa



Caminhar vesgo,



Entre o certo e o contraditório,
Prefiro a dúvida, o caminho torto;
Nem céu ou inferno, só meio termo, basta o purgatório;
Não quero nada pronto, construo meu caminho,
Trançando os pés, buscando meu porto.

PÍLULAS DE LIBERDADE

PÍLULAS DE LIBERDADE - poema de Tarso Correa Cartelas de comprimidos jogados ao chão, De vários gostos e cores que provocam letargia e il...