Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Caminhar Vesgo

Poema de Tarso Correa



Caminhar vesgo,



Entre o certo e o contraditório,
Prefiro a dúvida, o caminho torto;
Nem céu ou inferno, só meio termo, basta o purgatório;
Não quero nada pronto, construo meu caminho,
Trançando os pés, buscando meu porto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem titulos, uma forma de protesto

Poema de Tarso Correa Será que vale um rio? Será que vale uma montanha? Será que vale vidas? Vale sim um vazio, Um vale de lama, Um v...