Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Laços

Poema de Tarso Correa

Laços


O trançar dos braços,
No nó do abraço,
Calor de receber e dar,
Ato do amor, simplesmente trocar, tocar;
São laços que se fundem,
Carinhos que nos unem;
É expressar sem falar,
É a síntese dos sentimentos sentidos,
Na simplicidade do envolver,
De só querer,
Querer te querer.

A MORTE DO POETA

A MORTE DO POETA - poema de Tarso Correa A morte para o poeta não é física, E sim de sentimentos; Que se apresenta tísica, Esquelética ...